JOVEN

AcronymDefinition
JOVENJuvenile Outreach and Vocational Educational Network (San Antonio, TX)
References in periodicals archive ?
Segundo a pesquisa Dossie MTV Universo Jovem (MTV, 2008), 69% dos jovens brasileiros costumam fazer download de musica na internet e 73% ouvem musica online.
Ainda de acordo com esses autores, o termo juventude comecou a ser percebido somente a partir do seculo XIX e teve sua efetiva expansao durante a I Guerra Mundial--quando os jovens da frente de batalha se opuseram as velhas geracoes de retaguarda.
O auto traz, em A hora da geracao digital: como os jovens que cresceram usando a internet estao mudando tudo, das empresas aos governos, uma continuacao de um pensamento relativo a geracoes e sua relacao com os meios e comunicacao, neste caso a internet, num contexto estadunidense.
Este trabalho foi realizado objetivando avaliar os componentes nao-integrantes da carcaca de novilhos pertencentes as categorias jovens e superjovens terminados em confinamento.
Dessa forma, procurou-se levantar o tipo de construcao de realidade comum que pode ser identificada nesse determinado conjunto social--o de jovens em situacao de risco participantes de um programa de insercao/integracao por meio do trabalho--, analisando, ainda, o tipo de relacao que passa a ser estabelecida com a empresa, ou seja, como se expressa a mobilizacao da subjetividade desses jovens.
Os jovens seriam atores fundamentais, se nao os principais, exatamente por encarnarem, em razao de sua propria historia, uma fase de transicao que se adequa perfeitamente as deman das por fluidez e experimentacao valorizadas na modernidade adensada.
Os jovens viam a urdidura dos valores morais intensamente articulada a vivencia dos problemas, guardando assim correspondencia entre eles (Mamede-Neves; Vidal; Wilmer, 2003).
Edgar Morin (2006) afirma que a "juventude" e uma "classe de idade", no sentido de que esta presente em todas as classes sociais, mas que e transitoria, ou seja, se renova perpetuamente, ja que os individuos so serao jovens durante algum tempo.
A associacao entre jovens e consumo estabelece uma especie de cilada conceitual que tende a regulacao dos prazeres juvenis e a sua adequacao ao universo consumista, ambos criticados pelo autor.
Desde o final do seculo passado, uma serie de discursos academicos, midiaticos e mercadologicos (amiude, inter-relacionados) tem procurado realcar a cotidiana, produtiva e socialmente revolucionaria relacao entre os jovens e as novas tecnologias da comunicacao e da informacao.
Problematizar alguns dos aspectos ou manifestacoes mais relevantes das maneiras pelas quais, efetivamente, os jovens urbanos da maior cidade de nosso pais vem concretamente experimentando e interpretando a vida metropolitana, com todos os seus conflitos e todos os seus encantos, significa, nestes termos, perceber a propria cidade como um medium e, os corpos juvenis, como corpos-midia.