ABACC

AcronymDefinition
ABACCAssociation of Business Administrators of Christian Colleges (Michigan)
ABACCArgentine-Brazilian Agency for Accounting and Control of Nuclear Materials
References in periodicals archive ?
Nesse contexto, o texto apresenta de maneira sucinta a criacao da ABACC e algumas consideracoes teoricas das relacoes internacionais para, em seguida, relacionar algumas caracteristica da Agencia em relacao ao apoio as zonas livres de armas nucleares.
Em 18 de julho de 1991, o Acordo Bilateral para o Uso Exclusivamente Pacifico da Energia Nuclear criou a ABACC.
Dessa forma, como produto do processo historico de construcao de confianca resumido acima, e apos anos de negociacao, surgiu a ABACC, a partir da vontade politica dos dois paises com a intencao de implementar programas nucleares transparentes e totalmente pacificos, resultando no conhecimento mutuo das atividades nucleares da Argentina e do Brasil.
A institucionalizacao formalizada na ABACC implicou na geracao de um senso de responsabilidade e obrigacao comum.
Alem do componente politico, o sucesso da ABACC como agencia independente e especifica no campo das salvaguardas, tem relacao com a competencia e o conhecimento tecnico das pessoas que dela fazem ou fizeram parte.
O sistema criado permite a inter-relacao entre governos, por meio das autoridades nacionais, os operadores das instalacoes e a ABACC.
A integracao das medidas de controle da AIEA com a ABACC permite o uso comum de equipamentos, reduzindo custos.
Nesse sentido, a ABACC ja obteve, inclusive, o reconhecimento dos paises supridores nucleares de que atende aos arranjos mais avancados de controle nuclear.
Outra contribuicao que a ABACC pode prestar esta no campo do desenvolvimento de capacidades das instituicoes cientificas e tecnologicas e de novos metodos de contabilidade e controle.
Os entendimentos iniciados ainda durante os regimes militares por Brasil e Argentina no campo nuclear, aprofundados apos a redemocratizacao nesses paises, e que resultaram na criacao da ABACC e do SCCC na decada de 1990, foram relevantes para o real estabelecimento da NWFZ na America Latina, para a submissao dos paises da regiao a outros tratados de desarmamento, para o desenvolvimento de uma serie de medidas de cooperacao mutua no campo da seguranca e defesa, e para o aprofundamento da integracao regional.
No caso de Brasil e Argentina, a institucionalizacao formalizada na ABACC implicou na geracao de um senso de responsabilidade e obrigacao comum, ampliada com o Acordo Quadripartite que inseriu a AIEA no processo.
No caso da nao-proliferacao nuclear, os arranjos regionais como o estabelecido entre Argentina e Brasil com a conformacao do SCCC, a criacao da ABACC e sua relacao com a AIEA, podem ser usados como modelo para criacao e desenvolvimento de sistemas regionais de salvaguardas e o apoio deles para as zonas livres de armas nucleares.