IURD

AcronymDefinition
IURDIgreja Universal do Reino de Deus (Portugal)
IURDInstitute of Urban and Regional Development
IURDInstitute for Urban Research and Development (now Institute for Urban Initiatives)
IURDInfectious Upper Respiratory Tract Disease (horses)
References in periodicals archive ?
Nesse sentido fica relativamente facil promover uma aproximacao entre as "marcas de pertencimento", na sociedade pos-moderna avaliada por Bauman (2008), que sao estruturadoras na construcao de estilos de vida--via bens de consumo--e as marcas de pertencimento referentes a Religiao de Consumo encontrada na IURD.
Sob tais perspectivas, observamos como a cultura do consumo ganha expressividade no seio da IURD, principalmente quando os prazeres emocionais (que nao sao de propriedade inerente a nenhum objeto, mas um tipo de reacao que se tem diante de determinados estimulos, como pontua Campbell [1998]) do consumo sao ecoados nos inumeros testemunhos dos fieis.
O que nos leva a ponderar que o que mantem os fieis da Religiao do Consumo, alvitrada nesse espaco da IURD, e a intensa e peculiar imbricacao que a busca espiritual tem com o consumo--uma relacao de completa interdependencia --que alimenta e mantem o pleno funcionamento da proposta iurdiana.
Nesse locus, destinado as relacoes empreendedoras, financeiras e profissionais (19), o consumo desponta, em dialogo com os postulados religiosos da IURD, como uma consequencia natural do capitalismo e da propria sociedade contemporanea --que anseia por aumentar a fruicao de bens materiais e culturais --mas tambem como um elemento que distingue e diferencia o fiel que o alcanca de forma plena e abundante, sem negar a sua "condicao religiosa".
No caso da IURD e da sua Nacao dos 318: empresarios bem-sucedidos.
Nao e a toa que o slogan de chamamento da IURD e "pare de sofrer".
Nesse sentido, como sugere Mesquita (2007), vemos na IURD e na sua difusao de valores e estilos de vida, proprios da sociedade de consumo, a atualizacao da antiga relacao entre religiao e economia proposta por Weber (1996), uma vez que, como argumenta a autora, a afinidade entre as esferas e mantida, mas "deslocada" da relacao religiao/trabalho para a relacao religiao/consumo: "Isso mantem viva a religiao, mas segundo uma logica em que a Teologia da Prosperidade [.
Habeis na criacao de ilusoes reconhecidas como falsas, mas sentidas como verdadeiras, tanto os consumidores modernos, descritos por Campbell (1987), quanto os fieis da IURD lancam mao de suas capacidades criativas e imaginativas na construcao de imagens mentais produtoras de prazeres reais.
Nao e dificil, portanto, inferir que o imenso agrupamento de individuos que recorrem a IURD e a sua teologia ancorada em prosperidade e consumo tem sido alimentado com perspectivas de uma vida melhor na terra--com a aquisicao de abundantes e caros bens--, e nao na dimensao "eterna" que a religiao sempre se ocupou em tratar.
Vemos ai o "sonhar acordado", caracterizado por Campbell, ganhar forca nos ideais de consumo dos fieis que aderem a IURD e as suas promessas de abundancia material.
O que, a nosso ver, tambem amplia o "sonhar acordado" entre os fieis da religiao do Consumo, ja que estes experimentam uma dimensao mobilizadora (para buscarem os sonhos de consumo que "estao a caminho") pela excitacao que surge quando o prazer previsto se aproxima, mas que deve ser prolongado, no seio da IURD, para a manutencao da sua propria estrutura.
Em um paralelo com o nosso objeto de estudo, entendemos que e justamente a manutencao desse ciclo apontado por Campbell que possibilita o sustento da estrutura da Religiao do Consumo, com seus "testemunhos" e "desafios financeiros" constantes, viabilizando a sua movimentacao e crescimento no nucleo da IURD.